O lado negro de Madre Teresa de Calcutá

Qual a sua impressão sobre a Madre Teresa de Calcutá? Muitos à conhecem como uma religiosa católica, fundadora da Congregação das Missionárias da Caridade, onde ela dedicou parte de sua vida para ajudar pessoas pobres através dos ensinamentos e da vivência do evangelho de Jesus.

Madre Teresa de Calcutá

Madre Teresa, recebeu até um Prêmio Nobel em 1979, foi ratificada pela Igreja Católica em 2003 e canonizada em 2016. Porém, mesmo dedicando sua vida a caridade, muitas pessoas afirmam que a Madre tinha seu lado obscuro, além das críticas pesadas sobre a forma com que ela fazia essas caridades.

Quem foi Madre Teresa de Calcutá?


Nascida como Anjesë Gonxhe Bojaxhiu, Madre Teresa nasceu na Macedônia no dia 26 de Agosto de 1910, ela estudou em uma escola pública na atual Croácia e com apenas 18 anos de idade entrou para a Casa das Irmãs de Nossa Senhora de Loreto em Dubli. Madre Teresa tinha como objetivo ir para a Índia colocar em prática os ensinamentos de Jesus Cristo, ajudando os pobres através da caridade.

Teresa de Calcutá

No dia 24 de maio de 1931, Madre Teresa, que aliás não se chamava Teresa, fez votos de pobreza, castidade e obediência, e foi ai que ela recebeu o famoso nome. Saindo da Irlanda e ido para a índia, ela foi para a cidade de Calcutá para ensinar História e Geografia em um colégio, tempos depois, a missionária ganhou o cargo de diretora da escola. Em 1946, a freira disse que sentiu que precisava dedicar sua vida à apenas ajudar os necessitados, para ela, era como se uma voz interior estivesse tentando dizer isso.



Ela conseguiu posteriormente a nacionalidade Indiana, a Madre dava aula para 5 alunos num bairro pobre, pouco tempo depois já eram 50 alunos e o grupo não parou de crescer, as pessoas voluntárias também começaram há aparecer e tempo mais tarde surgiu o grupo denominado de "As Missionárias da Caridade". O grupo ganhou força, e a congregação foi aprovada pela Santa Sé em 1950, a partir daí o grupo só cresceu, surgiram escolas e lares onde davam assistências para pessoas carentes, doentes e famintas, consequentemente a congregação começou a se espalhar pela Índia e logo depois pelo mundo.


Reconhecimento 


Com sua missão já designada, e seu trabalho se espalhando pelo mundo, veio o reconhecimento à Madre Teresa de Calcutá, primeiro, o Prêmio Nobel da Paz em 1979, nesse mesmo ano o Papa João Paulo II nomeou a Missionária como embaixadora do Papa em todas as nações do mundo. Em 1980, ela recebeu a ordem "Distinguished Public Service Award" dos Estados Unidos, um reconhecimento pelos seus serviços prestados há comunidade.

Prêmio Nobel 1979

Depois de ganhar mais alguns prêmios como a medalha presidencial da liberdade, a mais alta condecoração dos EUA, e a medalha de ouro do Comitê Soviético da Paz, Madre Teresa realiza um sonho; abrir uma casa na Albânia.


Problemas de saúde de Teresa de Calcutá 


Após ter problemas de saúde e de sofrer 2 ataques no coração, no dia 5 de Setembro de 1997, ela passou por seu terceiro e último problema no coração, nesse dia, ela deixava o mundo. Anos depois, no dia 19 de Outubro de 2003 ela foi beatificada, e no dia 04 de Setembro de 2016 foi canonizada pelo Papa Francisco.



O lado obscuro da Madre


Para muitos ao redor do mundo, a história da freira não é só flores! No ano de 1990, começaram a surgir as primeiras críticas à ela, famosa por fazer caridade, Madre Teresa recebia críticas por ser uma fanática religiosa, amiga de ditadores, ricos e corruptos. Mesmo ajudando os pobres, Aru médico em Calcutá e um dos críticos mais consistentes, afirmava que ela não dava o devido cuidado profissional as pessoas, Aru chegou a escrever um livro com o título "Madre Teresa, o veredito final", além disso ele teve participação em um documentário chamado "Anjo do enfermo", que em 1994 expôs esse lado obscuro da freira, que pouca gente conhecia.


Madre Teresa de Calcutá

Outra forte crítica a Madre Teresa, era de ela não se importar de onde vinha o dinheiro das doações, quando Charles foi preso, por exemplo, à freira não pensou em devolver 1 milhão de dólares que havia recebido dele, muito pelo contrário! no tribunal ela até pediu misericórdia para Charles. Segundo Aru, é impossível saber a quantidade de doações recebidas pela Congregação de Teresa, entretanto, estima-se que eram milhões e milhões de dólares, o médico também afirma que com toda essa fortuna era possível dar uma melhor qualidade de vida para os doentes, e que o objetivo da Missionária era apenas espalhar o Catolicismo, ele também afirma que ela não dava analgésicos fortes para doentes mesmo nos casos mais graves, seus cuidados não eram profissionais, faltava higiene básica, categorizando o tratamento da freira como "torto".
O lado negro de Madre Teresa de Calcutá O lado negro de Madre Teresa de Calcutá Reviewed by André on quinta-feira, abril 11, 2019 Rating: 5

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.